Com ações que transformam o mundo, números do Festival Elos 2022 comprovam importância do Festival

Embalado pelas ondas do mar do aterro da Praia de Iracema, a quarta edição do Festival Elos aconteceu no último final de semana, dias 25 e 26 de novembro, com uma programação inclusiva e gratuita. Foram 10 shows – de nomes importantes da música contemporânea brasileira como Potyguara Bardo, Emicida, Chico César, Luisa e os Alquimistas, Di Ferreira, e Mateus Fazeno Rock, 120 artistas no palco, 4 DJs, 3 grupos de teatro de rua, 280 profissionais envolvidos diretamente na produção do evento, 2 talk shows e 15 artesãs na Feira de Empreendimentos Sociais Criativos. Em dois dias de intensa programação, o evento recebeu 60 mil pessoas, o que gerou 2 milhões de reais de impacto econômico.

“Nós já sentimos saudades, mas também carregamos o sentimento de autorrealização muito grande, pois acreditamos que o festival conseguiu cumprir com os seus objetivos, que é anunciar esse grande movimento de transformação social. Por isso que é Elos: ações que transformam o mundo. Dessa forma, tentamos trazer um pouquinho dessas ações dando visibilidade para elas”, explica Mardonio Barros, diretor da Quitanda Soluções Criativas, empresa responsável pela realização do festival.

Para Paulo Feitosa, também diretor da Quitanda Soluções Criativas, o Elos foi idealizado para ser uma experiência única e multicultural. “Esperamos que a próxima edição do Festival entregue ainda mais para a cidade, pessoas e artistas e para todo mundo para sermos uma referência de transformação social que é isso que precisamos”, adianta. “Tivemos um festival harmonioso e sem violência, com pessoas confraternizando e isso foi muito importante para nós. O Elos contribuiu para o ecossistema da música, da cultura, democratizando e levando a arte para todos os cantos”, celebra Mardonio Barros.

No decorrer dos anos, o Elos vem se consolidando como um grande festival local e já trouxe para Fortaleza grandes nomes da música brasileira, como Silva, Vanessa da Mata e as eternas Elza Soares e Gal Costa. O Festival Elos é apresentado pela Enel e pelo Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura do Estado (Secult). É uma realização da Quitanda Soluções Criativas e do Instituto BR, com produção executiva da Cinco Elementos Produções e consultoria executiva da Marco Zero. Tem apoio cultural da TIM, Fecomércio / Sesc, FM 93, Centro Cultural Belchior, Rede Cuca e Prefeitura de Fortaleza.

Campanha de arrecadação de alimentos

O Festival Elos realizou uma campanha para arrecadar alimentos não perecíveis em parceria com o Mesa SESC Brasil e vai beneficiar duas importantes ações: Cozinha Solidária do Jangurussu e a Comunidade Beco Céu. Durante os dois dias de evento, foram arrecadados 10 toneladas de alimentos.

Conexão 5G em alta
O primeiro Festival Elos após o lançamento da rede 5G em Fortaleza produziu tráfego de dados além do esperado, de acordo com levantamento da TIM, patrocinadora oficial do evento. Nos dois dias de programações, os clientes da operadora trafegaram na rede de quinta geração, 15% dos dados de todas as redes ativas. Esse volume foi direcionado para upload de fotos e vídeos, mas também foram intensos o envio de mensagens, a realização de videochamadas e transmissões em tempo real. A TIM reforçou o sinal 5G na Praia de Iracema com foco na qualidade da experiência dos clientes durante os shows e registrou picos de velocidade que superaram 1 Gbps nos dois dias de Festival.